Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo

Bom vendedor que é, Silvio Santos se torna viral ao vender antena digital

Vai se esparramando em progressão geométrica o vídeo caseirinho gravado por Silvio Santos em sua própria casa, em que ensina o espectador a usar a anteninha que promove a mágica da transmissão digital gratuita de TV.
Pense em todos os comerciais que a Globo bancou para difundir a ideia da necessidade da antena digital para as transmissões de TV após o apagão analógico? Fernanda Lima? Thiago Lacerda? Tiago Leifert? Nada nem ninguém superam o vídeo do Silvio, empresário que nasceu para o sucesso como camelô e honra suas origens ao se manter como o melhor vendedor do Brasil. Na cena, o empresário dispensa o figurino oficial do terno e gravata e deixa claro que está compartilhando um momento de intimidade familiar com seu público, num aposento de sua casa.

“Eu quero dar um aviso pra vocês”, ele começa. “Se você quiser pegar o SBT, a RedeTV! e a Rede Record, é fácil: você vai na Santa Ifigênia e compra essa anteninha aqui, ó”, diz, mostrando o apetrecho que estava já grudado no batende da porta balcão que dá acesso à sua sacada. “É só essa anteninha. Tem cinco metros de fio, você coloca atrás da televisão, é facílimo. Você vai pagar 29 se você comprar pela internet, e 39 se você comprar na Santa Ifigênia. Como tá saindo muito, o pessoal tá vendendo muito, pode ser que você pague 49, 45, mas é uma anteninha desse tamanho, com cinco metros de fio, você pode colocar até aqui na porta, tem um ímã e pronto, olha a imagem do SBT que nós estamos pegando aqui (a câmera se volta para a tela da TV neste momento), é muito fácil”, completa Silvio. “Você paga 29, 39 ou 49 e nunca mais precisa pagar o cabo, você se livra do cabo, só isso.”
Antes que a câmera corte a imagem, Senor Abravanel se permite soltar um breve “ah-ai” de sua icônica gargalhada.
Embora o novo chefe do comercial do SBT, Marcelo Parada, tenha martelado na ideia de que o SBT já está quase recuperando a audiência que tinha antes do apagão analógico em São Paulo, ainda falta beber muita água para voltar aos patamares de antes.

O SBT, ao lado da RedeTV! e da Record TV, decidiu deixar de autorizar as operadoras de TV paga a carregar seu sinal sem ser remunerado por isso. A saída da TV paga, no entanto, derruba parte da audiência das três emissoras, já que elas deixam de aparecer no zapping do assinante de TV paga. Como as principais operadoras (exceção feita à Vivo) se recusam a pagar pelo sinal das TVs abertas, o esforço das três emissoras em questão (sócias em uma nova empresa, a Simba, criada justamente para negociar suas produções e valores) é difundir no espectador o hábito de zapear de um controle (fechado) para o outro (aberta). Mas, para se habituar a esse salto entre um sistema e outro, antes de mais nada, é preciso que o sujeito tenha a tal anteninha digital em casa.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione