Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
O que tem de bom?

Tatá Werneck desconstrói Bruna Marquezine (no melhor sentido): estreia hoje no Multishow

Tatá Werneck e Bruna Marquezine, ostentando seu Louboutin. Foto de Gianne Carvalho/Divulgação

É hoje que o “Lady Night” de Tatá Werneck entra em cena, tendo como convidada de estreia sua ex-colega de novela (da novela “I Love Paraisópolis”) e forte alvo de se tornar celebridade mundial, em razão do noivado com o craque Neymar. O nome dela é Bruna Marquezine.

Você pode achar até que há um punhado de talk shows por aí, mas, como diz Jô Soares, o que diferencia um programa de outro é a química formada entre quem está por trás e quem está diante da mesa. Assim, digamos que Tatá seja um achado na função.

Rápida no raciocínio, sem pudor de ser palhaça, ela diverte, anarquiza, subverte a ordem dos fatores. Faz Bruna falar sobre o primeiro beijo, sobre a transferência da fama infantil para a fama adulta, sobre o mulherão que se tornou e até a deixa à vontade para paquerar uma espécie de “ajudante de palco”. Damos então de cara com uma Bruna menos montada, menos programada do que a grande mídia faz parecer. Na sua calça jeans cintura alta, faz questão de botar para cima as solas vermelhas do seu Louboutin, menina esperta.

No mais, o fundo de cidade no cenário e a caneca na mesa lá estão. Não importa. Tatá vai interrompendo a conversa para anunciar os quadros da atração, como o “Fala junto”, em que o convidado precisa acertar a mesma resposta, e o “Reconstituição dos fatos”, o que no caso de Bruna é o seu primeiro beijo. Tem ainda ”Batalha de Rimas”, em que Tatá, elenco e convidado disputam para ver quem se sai melhor nas rimas, e “Strip Nunca Pong”, com perguntas constrangedoras para Tatá e o convidado – quem não quiser responder, que tire uma peça de roupa. Em “Meu Programa, Minhas Regras”, Tatá estipula regras para a brincadeira, como responder com rimas ou com a língua presa. No caso de Bruna, ela  tem de responder com queixo grudado no pescoço e lábio superior congelado acima dos dentes. O ridículo desconcerta o entrevistado, que cai na risada. No “Respostas em Debate”, um dos humoristas do elenco é o mediador de uma simulação de debate político. Já em “Recado Musical”, Tatá solta a voz e improvisa uma música para algum conhecido do convidado. O quadro “Especialista” está presente em todos os episódios: Tatá recebe e entrevista, com perguntas sensatas, ou não, um técnico ou perito em uma área específica, como um astrólogo, advogado, físico nuclear ou um médico.

A temporada, distribuída em exibições de segunda a sexta, tem, no time de convidados, nomes como Anitta, Bela Gil, Celso Portiolli, Claudia Leitte, Gregório Duvivier, Joelma, Marcelo D2, Maria Gadú, Mariana Ximenes, Padre Fábio de Melo, Paula Fernandes, Sandy, Simone & Simaria e Tiago Iorc. O pacote todo soma 25 episódios de 40 minutos cada.

Alguns esquetes, bem na linha da saudosa “Comédia MTV”, se intercalam com os quadros referentes à entrevista. No elenco, um grupo de três humoristas bem credenciados pelo tom de improviso de Tatá dá o ar da graça nos episódios: Daniel Furlan, Felipe Gracindo e Marco Gonçalves. E tem o pai da apresentadora, claro, figura já conhecida de outros programas do Multishow, senhor Alberto Arguelhes, que faz aparições especiais durante o programa. E, cereja do bolo, a atriz Grace Gianoukas, nossa dama da “Terça Insana” (espetáculo que se tornou uma instituição no calendário de São Paulo), faz participações em alguns episódios.

 

 

 

“Lady Night”: de segunda a sexta, às 22h30, no Multishow

 

 

 

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione