Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
Jornalismo&Doc

TV Brasil visita garçonnière de Oswald de Andrade e suas histórias, no Centro de São Paulo

Oswald de Andrade

Tem 42 metros quadrados e fica na Rua Líbero Badaró, centro de São Paulo, o apartamento onde o modernista Oswald de Andrade abrigava reuniões entre amigos e um romance clandestino.

A garçonnière, nome dado a esses apartamentos normalmente usados para encontros fortuitos na pré-história dos motéis, é um cenário praticamente inédito na composição da biografia do escritor, visitado pela jornalista Priscilla de Paula, da TV Brasil: a reportagem vai ao ar nesta terça-feira no Repórter Brasil, às 19h45.

Foi ali, entre 1918 e 1919, que Oswald, um dos líderes Semana de Arte Moderna de 1922, viveu uma grande história de amor. O pequeno apartamento, dado como perdido durante dezenas de anos, foi recentemente redescoberto pelo historiador e pesquisador José Roberto Walker. Ele relata na matéria da TV Brasil as reuniões lá ocorridas. Na frequência do local, batiam à porta figuras como Guilherme de Almeida, Monteiro Lobato e Menotti Del Picchia, além da jovem normalista Maria de Lourdes Pontes, a Miss Cyclone, de 17 anos, com quem Oswald manteve um intenso romance. Miss Cyclone morreu precocemente, e essa história é resgatada pela TV Brasil diretamente do livro escrito por Walker, “Neve na Manhã de São Paulo”, lançado em junho.

 

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione