Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
Tá bombando!

Futebol, carros e Jornalismo fazem a alegria do controle remoto dos pais, revela pesquisa

Homer Simpson, um pai hipnotizado pela TV

O mundo mudou muito, mas alguns pontos são clássicos: está longe o dia em que programa de culinária constará das preferências dos homens, mesmo aqueles que são pais e de quem se exige, cada vez mais, participação ativa na criação (incluindo alimentação) dos filhos. Segundo um levantamento feito pela Kantar IBOPE Media, programas sobre futebol, carros e motores e Jornalismo continuam sendo os itens de maior preferências dos pais que assistem TV. E entre homens, o estudo pode afirmar também que quem é pai assiste mais à televisão do que homens acima de 18 anos em geral.

Nesse gráfico, os pais são 46% mais propensos a acompanhar partidas de futebol, 26% mais inclinados a assistir programas sobre carros e motores e 6% mais predispostos a consumir jornalismo na televisão do que a média geral da população diante da TV.

A madrugada (entre 2h e 6h) é a única faixa em que a audiência masculina dos pais perde para os homens que não têm filhos – sinal claro de quem pode passar a madrugada acordado, sem prejuízo para a escola das crianças no dia seguinte. O pico da audiência dos pais é entre 19h e 23h.

faixa_horária

Fonte: Kantar IBOPE Media | TGR Consolidado 11 Completo TR Premium | Período: 01/06/2017 – 30/06/2017 | Rat%

Os dados foram coletados em junho de 2017, nas capitais e regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Goiânia, Campinas e Distrito Federal.

O estudo aponta também que os pais não são exceção num mundo cada vez mais conectado em várias telas. De acordo com o Target Group Index, outra solução da Kantar IBOPE Media para compreender hábitos e comportamentos do consumidor, os pais que hoje exploram mais de uma tela, num menu que pode incluir televisor, computador, smartphone e tablet, saltaram de 69% em 2014 para 75% agora. Para este levantamento, foram entrevistadas 21.504 pessoas, entre 12 e 75 anos, nos mercados atuantes da Kantar IBOPE Media no Brasil.

multitela_pais

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione

  • sem tags para o post