Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
Jornalismo&Doc

Histórica derrota do Brasil para a Itália na Copa de 82 faz 35 anos com documentário na ESPN

Torcedor chora a derrota para a Itália em 1982

A ESPN exibe hoje um documentário que promete mexer com a memória afetiva de toda uma geração, sendo também uma excelente oportunidade para informar aos mais jovens o que foi a trágica derrota da seleção brasileira para a seleção italiana, por 3 X 2,  na Copa do Mundo de 1982, na Espanha.

“1982 – Aos Nossos Campeões” vai ao ar em primeira mão pela plataforma de streaming (internet) da ESPN no Brasil, a partir das 12h15, horário em que se iniciava, em 5 de julho de 82, aquela partida que viria a ser um divisor de águas no modo de jogar futebol da nossa seleção.

Quem tem entre 39 e 50 e poucos anos não esquece, e não é que os mais velhos consigam apagar aquele momento. O caso é que eram (éramos, já que estou nessa faixa) crianças que cresceram ouvindo falar das façanhas do futebol Canarinho, sem nunca termos visto o Brasil erguer uma taça de Copa do Mundo. Foi nesse contexto que nos deparamos com aquela que era tratada como a melhor seleção de futebol Canarinho, só comparada ao time que levou o tri, em 1970 (Pelé incluso). Daquela vez, em campo havia o doutor Sócrates, Zico, Paulo Roberto Falcão, Júnior, Toninho Cerezo, Éder, Serginho Chulapa e tantos outros supercraques, sob o comando do melhor técnico de futebol de todos os tempos, Mr. Telê Santana.

O episódio que ficou conhecido como a “tragédia do Sarriá” completa agora 35 anos, com esse documentário que ouve boa parte dos jogadores que participaram daquela partida, incluindo Zico, Falcão, Leandro e Júnior. O filme também recupera entrevistas com Sócrates e Telê. Com roteiro e direção de Dudu Magnani, o programa tem narração de Wilson Simoninha  e realiza um resgate histórico do Brasil nos anos 80, passando pelo contexto político e a cena cultural com a trilha sonora de nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Elis Regina e Rita Lee.

Não sei se é pela forte memória que o episódio me deixou, mas tenho na Copa de 82 o último bom repertório musical de futebol já produzido para um mundial da Fifa, com destaque para “Sangue Suíngue e Cintura”, de Moraes Moreira, e “Voa, Canarinho”, na voz do próprio Júnior.

Até por todo esse contexto, o documentário expõe as lembranças de grandes personalidades daquele episódio, todas crianças e jovens, à época, como Ivete Sangalo, Dudu Nobre, Andreas Kisser, Lúcio Mauro Filho, Antônio Tabet, Dan Stulbach, Marcius Melhem, Paula Lima, Virna Dias e Marcelo Negrão.

O conteúdo estará disponível, só para assinantes, a partir das 12h15 no www.WatchESPN, plataforma de conteúdo ao vivo e sob demanda disponível em aplicativos para iOS, Android ou acesso via portal ESPN.com.br. Na TV, estreia às 15h30 na ESPN Brasil, com reprise às 20h na ESPN Brasil e 22h na ESPN.

Aqui, uma seleção de imagens da partida, ao som de “Voa, Canarinho”.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione